7 países e sua gastronomia

7/18/2015 0 Comments


Cada país tem a sua cultura e os seus sabores, uns gostam de comidas mais apimentadas, outros são loucos por massas e molhos, em alguns países os frutos do mar estão presente nas refeições diariamente, outros misturam várias culturas criando sabores inigualáveis.

Eu escolhi os 7 países de quais acho a gastronomia mais interessante e saborosa para mostrar um pouco deles para você, olha só:


China:

Imagem: aldeiatem

A própria extensão do país e a sua diversidade propiciam o desfrute de uma gastronomia rica e variada, da qual são expoentes as "oito cozinhas", oito variedades da tradição gastronómica chinesa que se foram configurando ao longo dos séculos: Shandong, Guangdong, Sichuan, Hunan, Jiangsu, Zhejiang, Fujian e Anhui. Dependendo da variedade, os pratos são mais ou menos salgados, o peixe predomina sobre a carne, utiliza-se mais o óleo, caracteriza-se mais ou menos pela intensidade do seu sabor ou pela originalidade das suas misturas e especializa-se em diferentes técnicas culinárias.

Japão:

Imagem: sushigarden

O fato de o Japão ser um país formado por ilhas, em que nenhum lugar está a mais de 70 milhas do mar, fez com que os japoneses tirassem dele sua principal fonte de alimento, consumindo diversos tipos de peixes, moluscos e algas marinhas.

A carne só foi introduzida na culinária japonesa no século 19. Até então ela não fazia parte da dieta tradicional japonesa. Depois de sua introdução, foram criados novos pratos utilizando carne bovina, suína e de frango. Atualmente, receitas que utilizam esses ingredientes são muito populares, como é o caso do yakitori (espetinhos de frango grelhado) e do sukiyaki.

Os temperos mais comuns são o shoyu (molho de soja), o missô, o wasabi (semelhante à raiz forte), o karashi (mostarda), sake (bebida alcoólica à base de arroz) e dashi (caldo de peixe).

Itália:

Imagem: zuo

A culinária italiana é famosa e se espalha pelos quatros cantos do mundo. Os pratos típicos são as massas como, por exemplo, nhoque, ravióli, capeletti, canelone e lasanha. A pizza também é uma marca registrada da culinária italiana. Os molhos, principalmente os que usam o tomate, também são destaques, pois usam temperos diversos e enriquecem o sabor de outros pratos.

Espanha:


A culinária espanhola é parte da culinária mediterrânica, embora com características próprias. A cozinha espanhola utiliza muito batata, especiarias variadas e muitos legumes. Outro produto muito apreciado na Espanha é o vinho, que acompanha as refeições principais. Internacionalmente conhecida, a paella, um prato de arroz, frutos do mar, galinha e chouriço, é o prato mais conhecido e o jamón (presunto) uma das principais iguarias.

México:

Imagem: forwallpaper

Não há cardápio gastronômico mais colorido no mundo que o mexicano, com ingredientes tão variados como a cebola morada, o verde terno da pêra abacate, os chiles rojos (malagueta vermelha), os pimentos amarelos e o rosa dos pinhões. Apesar desta grande diversidade, mantém uma linha comum, um ingrediente que aparece em quase todos os pratos: o milho, protagonista na elaboração de tortilhas, bebidas fermentadas, atole (bebida quente à base de farinha), tamales, pozole, entre tantos outros alimentos.

Estados Unidos:

Imagem: gastro

Numa nação formada por descendentes de pessoas de todos os cantos do mundo, seria de esperar que a culinária dos Estados Unidos tivesse influências de várias culturas. De fato, não se pode dizer que haja uma única culinária dos Estados Unidos.

E no entanto, há receitas que, embora possam ter outras origens, se tornaram como símbolos da cultura americana. Uma destas é o hambúrguer, que foi generalizado no século XX através de empresas daquele país. Outras preparações que marcam quem viaja ou vive nos Estados Unidos são, por exemplo, o brownie (um bolinho de chocolate), o peru que é servido no jantar do Dia de Ação de Graças. A torta de maçã e o hot-dog não só são comidas tipicas do país, mas também são símbolos nacionais.

Tailândia:

Imagem: restaurantetao

A cozinha da Tailândia é caracterizada pela combinação de especiarias que proporcionam mistura de sabores e aromas variados: doce (açúcar, frutos, pimentas doces); apimentado (pimentos); amargo (vinagre, sumo de lima, tamarindo); e salgado (molho de soja, molho de peixe).1

A maioria dos pratos da cozinha tailandesa tenta combinar a maioria destes sabores, quando não todos. Isto é conseguido pelo uso de ervas, especiarias e frutas, como: pimentão, cominho, alho, gengibre, manjericão, lima, capim-limão, coentro, pimenta, curcuma e chalota.


7 países e sua gastronomia